Fumo passivo

2 de julho de 2015
2 de julho de 2015 admin

A fumaça do cigarro contem cerca de 4.000 compostos químicos diferentes. A maioria deles não possui odor ou gosto. As toxinas de apenas um cigarro levam cerca de duas horas para se dispersar por uma sala de tamanho médio – mesmo que ela seja bem ventilada. Poucos discordam do fato de que viver, trabalhar ou se sociabilizar em um ambiente cheio de fumaça é desagradável – até mesmo para alguns fumantes. Mas, há bem pouco tempo, as evidências de que o fumo passivo causa danos significativos não eram consistentes.

Porém, tudo isso está começando a mudar agora que pesquisas mais recentes mostram que ele definitivamente diminui o tempo de vida. Não fumantes que vivem com um fumante apresentam uma probabilidade maior de ter problemas no coração, câncer de pulmão e de morrer mais cedo do que pessoas que vivem em ambientes livres do cigarro. E as crianças são as mais vulneráveis de todas – crescer em um ambiente de fumantes aumenta muito as chances de asma, bronquite, infecções do ouvido e morte súbita infantil, a ‘morte no berço’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Repita os caracteres abaixo para poder enviar a mensagem. Obrigado!